DESTAQUE-SE

Embora haja muitos profissionais qualificados desempregados no mercado, as empresas têm muita dificuldade para encontrar um candidato com o perfil desejado. Na hora de contratar, as instituições valorizam mais as características comportamentais do candidato do que o restante das qualificações.

Há duas características comportamentais exigidas pelos recrutadores consideradas mais estimadas, são elas: a adaptação aos valores da empresa e a proatividade. As empresas buscam um funcionário com perfil de empreendedor, que traga diferentes alternativas de soluções e tenha disposição para novos desafios.

ETAPAS DO PROCESSO SELETIVO

– Anúncio da vaga: a empresa declara a necessidade de contratar um profissional

– Fontes: locais que disponibilizam os currículos, seja banco de currículos da própria organização ou sites de emprego

– Triagem: análise das informações do currículos para saber quais profissionais estão capacitados para determinada vaga e assim passar para a próxima etapa do processo

– Técnicas do Processo Seletivo: atividades aplicadas pelo selecionador para avaliar de forma prática as habilidades buscadas no candidato. Dinâmicas de Grupos, Provas Situacionais e Avaliações Psicológicas

– Entrevista: realizada com quem passou pela triagem, tem como objetivo aprofundar as informações do currículo e conhecer melhor o candidato

– Feedback: uma resposta dada pela empresa, para que o profissional saiba sobre o seu desempenho e sua situação no processo. É dessa forma que o profissional pode saber os motivos pelo qual foi ou não escolhido pela empresa.

DINÂMICA DE GRUPO

Dicas valiosas de como se comportar em uma dinâmica de grupo e se destacar:

– Aja com naturalidade, revelando suas principais características diante de certas situações;

– Conheça o máximo possível sobre a empresa;

– Participe do processo de forma espontânea;

– Esteja atento ao ambiente, às pessoas e ao que é solicitado, bem como ouça e compartilhe conhecimentos e experiências;

– Seja participativo e se envolva nas atividades;

– Ouça e dê espaço para os outros concorrentes nos momentos adequados; exponha suas ideias e interaja com os demais participantes;

Alguns comportamentos são considerados negativos, tais como: agressividade, timidez, autoritarismo, submissão, passividade, comodismo e rigidez. Já as competências mais valorizadas são: comunicação, liderança, inovação, flexibilidade, relacionamento, mudança, iniciativa, negociação e planejamento.
Caso o profissional não alcance o resultado desejado, o ideal é que ele faça uma autoavaliação detectando o que pode ser melhorado para uma nova oportunidade.

Artigo por nosso colaborador e parceiro Fernando Vidoi, responsável por nossa área de preparação em alta performance de grandes times. 
Fernando por Fernando: “Mais de 18 anos de experiência em TI em diferentes segmentos de mercado, sempre focado em preparar e liderar times de alta performance. Atualmente, ajudo pessoas a desenvolverem suas habilidades e aumentarem sua performance com foco em resultados positivos, atingindo assim seu mais elevado nível de crescimento profissional e sendo capazes de obter uma visão 360 graus para identificar as oportunidades ao seu redor. ” Veja mais artigos do Fernando clicando aqui. 

Leave a Reply

Fique por dentro do nosso facebook